Última Hora
Home / Destaque / Rei da Selva 9 consagra Andreia Cerdeira e Matheus Silva nas lutas principais

Rei da Selva 9 consagra Andreia Cerdeira e Matheus Silva nas lutas principais

A nona edição do Rei da Selva Combat consagrou Andreia Cerdeira e Matheus Silva como os novos donos dos cinturões da categoria até 52 kg (palha). O evento que mais cresce em credibilidade e visibilidade na Região Norte do Brasil aconteceu na noite de sábado, 15 de julho, com casa cheia e muita vibração dos fãs de MMA no auditório Nina Lins, na Universidade Nilton Lins, em Manaus.

No principal combate da noite, Andreia (Team Cardoso) superou Rosana Vasconcelos (Pesadão/Rio Preto da Eva) ao impor seu afiado jogo de boxe. A adversária ainda tentou trocar e levar a luta para o chão, mas a atleta de Coari não deu chances e venceu por decisão unânime dos juízes. Com o resultado, Andreia entra para a história como a primeira lutadora a conquistar o cinturão do peso palha feminino no Rei da Selva.

“Essa é minha terceira luta, meu segundo cinturão (ela também é campeã do Amazon Talent). Eu fiz uma renúncia muito grande da minha faculdade de Direito, claro com a permissão da minha mãe, para eu viver o mundo da luta. Como o professor Júnior Cardoso, meu mestre, diz: a luta está no sangue, está no coração. Não sei qual é o projeto de Deus para mim, mas se Ele está me dando essa oportunidade eu vou agarrar com unhas e dentes”, disse Andreia.

No outro duelo que valeu cinturão, o desafiante Matheus “Calabresa” Silva (Vermelho Fight, de Juruti-PA) mostrou excelente forma técnica e física ao vencer o então campeão Manoel Júnior (Eulen Viana, de Manaus) por decisão unânime.

“Vim de longe, de Juruti, no Pará, em busca desse sonho de lutar um grande evento e me tornar campeão. Graças a Deus deu tudo certo. Agradeço ao apoio da minha equipe, dos meus patrocinadores e do Clube Freitas (Mutirão), que me acolheu aqui em Manaus”, comentou o lutador paraense.

Desafios interestaduais

O Rei da Selva também foi marcado pelos desafios interestaduais. E os amazonenses Luiz Guerreiro (MPBJJ/Nova União) e Moisés Costa (SD System/Checkmat) foram convincentes nos triunfos diante de Cássio Vinícius e Selson Bezerra, ambos representante do CT Selson Thai (São Paulo). Guerreiro venceu o visitante por finalização em chave de braço no primeiro round, enquanto Moisés superou o oponente por decisão unânime. 

Luta da noite

Todos sabiam que o combate entre Sidney Lima (Team Cardoso) e Allan Ferreira (MPBJJ/Nova União) seria uma “guerra”. E foi mesmo, pois levantou o público durante os três rounds. Lenda do wrestling amazonense, Allan dominou o primeiro round. Os demais foram equilibrados, com trocação em cima, tentativas de Sidney jogar para o chão e uma excelente defesa de queda por parte de Allan. O resultado ficou nas mãos dos juízes laterais, que viram o atleta da Team Cardoso como vencedor. 

Outros vencedores

O show de MMA também teve mais seis vencedores: Geraldo Nogueira, Thiago Castro, Leo do Bronx, Lucas “Talent” Almeida, Thales Morais e Bruno Quintanilha (superluta de Muay Thai). O combate entre Weslen Augusto e Jardel Brito terminou empatado.

Resultados oficiais do Rei da Selva 9:

Até 52 kg – Andreia Cerdeira (Team Cardoso/Coari) venceu Rosana Vasconcelos (Pesadão/Rio Preto da Eva) por decisão unânime e conquistou o cinturão da categoria;

Árbitro central: André “Batata” Leocádio

Até 52 kg – Matheus “Calabresa” Silva (Equipe Vermelho Fight/Juruti-PA) venceu Manoel Júnior (Eulen Viana) por decisão unânime dos juízes e conquistou o cinturão da categoria;

Árbitro central: Allan Mídia

Até 57 kg – Luiz Guerreiro (Império CT/MPBJJ/Nova União) venceu Cássio Vinícius (CT Selson Thai/SP) por finalização em chave de braço a 1min47seg do primeiro round;

Árbitro central: Allan Mídia

Até 68 kg (combinado) – Sidney Lima (Team Cardoso) venceu  Allan Ferreira (MPBJJ/Nova União) por decisão unânime dos juízes;

Árbitro central: André Ricardo

Até 66 kg – Thales Morais (Ducks Team/Deo Academy) venceu Helderson Filhão (Nova União FC/EnerGym Fitness) por decisão unânime dos juízes;

Árbitro central: Dindô

Até 70 kg – Moisés Costa (SD System/Checkmat) venceu Selson Bezerra (CT Selson Thai-SP) por decisão unânime dos juízes;

Árbitro central: André “Batata” Leocádio

Até 66 kg – Lucas Talent (SD System/Checkmat) venceu Alisson Silva (Nonato Muay Thai) por nocaute técnico aos 2min05seg do primeiro round;

Árbitro central: Allan Mídia

Até 70 kg – Leo “Do Bronx” Pimentel (X-Fight/SD System) venceu Ronacy Cowboy (CTO) por finalização em chave de tornozelo aos 2min48seg do primeiro round;

Árbitro central: Allan Mídia

Até 57 kg – Thiago Castro (Império CT) venceu Murilo Miranda (Kratos Top Team) por nocaute técnico aos 3min11seg do primeiro round;

Árbitro cental: Alcenor Alves

Até 52 kg – Weslen Augusto (The Pride) e Jardel Brito (Pesadão/Rio Preto da Eva) empataram por decisão dos juízes;

Árbitro: André Ricardo

Até 57 kg – Geraldo Nogueira (SD System/Checkmat) venceu Rogério Souza (Pesadão/Rio Preto da Eva) por finalização em katagatame aos 2min52seg do primeiro round;

Árbitro central: Xande Magno

Super luta de muay thai:

Bruno Quintanilha (Quintanilha Thai) venceu Ruan Gama (Mutação) por nocaute a 1min59seg do primeiro round.

Árbitro central: Marcel

Com informações de Emanuel Sports

Comments

comments

About Redação

Portal de notícias da cidade de Tefé e região. Credibilidade e imparcialidade em Reportagens, Notícias, Especiais, Entrevistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!